Reforma – Ibanez SDGR406 com Bartolini, Aguilar e Schaller

Depois de mais de 15 anos comigo, sem nunca ter trocado nada além de cordas, bateria e uma tarracha que quebrou, chegou a hora de pensar em trocar de instrumento ou de dar um upgrade no baixo.

Gosto do meu, um Ibanez SDGR406, e depois de avaliar algumas opções, resolvi que seria melhor o upgrade no momento, não que seja barato, mas seria menos caro.

 

Dicas

Conversei com o luthier que confio e me atende desde que comprei o baixo, o Danilo, que me passou várias recomendações sobre captadores, circuitos ativos, ferragens e etc, e, com base nesta conversa, partir para a busca. Li muitas informações em diversos sites de fabricantes, como Bartolini, Seymour Duncan, EMG, Aguilar, Gotoh, Schaller, pois é, a lista é grande, poderia ficar aqui até amanha falando de todos os lugares em que busquei informação.

 

Escolhas

Bom, com base no que li e nas recomendações do Danilo, tomei minha decisão, resolvi ficar com as ferragens da Schaller – Bassbridge 2000 6 BC / Bass-Machine Heads M4 / StrapLock / Knobs , circuito ativo da Aguilar OBP-3TK/PP 18v, captadores da Bartolini M5 XXM56M B-T e battery box BB-04W da Gotoh.

 

Compras

Agora vem a parte mais difícil, comprar.

Fiz diversas cotações, lojas no Brasil, lojas nos EUA, Mercado Livre, eBay, até Luthierias nos EUA eu consultei. No final o óbvio, comprar lá fora é mais barato que aqui, mas não é só mais barato, é muito mais barato e tinha todas a peças que eu queria, bem diferente do Brasil que só tinha por encomenda, com pagamento antecipado e com preços sempre 50% mais caros que fora.

Busquei lojas de confiança, com boas recomendações e que tivessem endereço físico nos EUA, contem também com a ajuda de um amigo que mora nos EUA e receberia todas as peças em sua casa e traria para mim.

Mas, claro, não deu para comprar todas as peças em uma única loja e o jeito foi comprar picado, onde o valor fosse melhor. As lojas foram impecáveis, todas entregaram no prazo, com rastreio da compra pelo site.

As lojas foram, Best Bass Gear, Buzzard’s e Woodwind & Brasswind. A Woodwind eu já conhecia a tempos, já comprei muita coisa lá, mas as outras foram novidades, mas recomendo a todos, a Best Bass Guear tem muita informação detalhada das peças e até os esquemas de montagem e é possível ligar para tirar dúvidas, com a Buzzard’s a mesma coisa, sem falar que neste caso se trata da loja de um Luthier, super atencioso, que mandou email avisando que uma das peças iria atrasar um pouco a entrega pois, na loja que ele compra, a peça estava em falta, e até falou a loja, a All Parts, uma excelente loja, com muita variedade, mas que não aceita cartão de crédito internacional e nem Paypal.

 

Luthier

Depois de tudo comprado, recebido nos EUA, recebido no Brasil, chegou a hora de levar para o Danilo fazer o trabalho dele, um trabalho delicado e preciso.

Uma semana se passou e do original só sobrou a madeira, todo o resto foi trocado.

Na hora de buscar o baixo uma surpresa agradável, a aparência não mudou praticamente nada, mas o som, o que foi isso, sustain perfeito, headroom, graves profundos, agudos limpos e médios soando claros. A certeza de ter feito uma ótima escolha em todas as peças.

Testei no meu próprio amplificador, um Ampeg BA-115, que estava na revisão também, com a Dan’amp, que fica no mesmo endereço que o Danilo, na Rua Cristiano Viana, 662.

 

Equipamentos

Como ficou meu Setup atual:

By | 2016-11-12T14:48:09+00:00 qua, 11/09/13 - 00:00|Música|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment